Pré Limpeza – Preparação de Peças para Ensaio

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Uma limpeza adequada antes de começar o ensaio é essencial para que seja obtido um resultado verdadeiro. É fácil perceber que se a peça não estiver completamente livre de substâncias estranhas, poderá ocorrer um mascaramento das descontinuidades que, porventura existam, acarretando a sua não visibilidade.

Qualquer indício de óleo, graxa, tinta, verniz, oxidação, poeira, umidade, etc, deve ser removido da superfície da peça a fim de fornecer o efeito capilar do penetrante.

É importante que, qualquer que seja o processo de pré­limpeza utilizado, a peça fique completamente limpa, seca e sem danos.

Os principais processos utilizados para pré-­limpeza são:

Limpeza por Detergentes

Tanques de imersão com aquecimento ou não são um meio comum de proceder ­- se a limpeza requerida pelo ensaio por líquido penetrante. Os detergentes utilizados têm a propriedade de, penetrar, emulsificar e saponificar vários tipos de contaminantes da superfície. Devemos tomar cuidado para que não corroam as peças, já que podem ser ácidos ou alcalinos.

Limpeza por Vapor Desengraxante

A limpeza por desengraxamento a vapor é particularmente efetiva na remoção de óleos, graxas e contaminantes orgânicos similares, deixando a peça limpa e seca .

Limpeza por Solvente

A limpeza com utilização de solvente pode ser efetuada em tanque de imersão ou por esfregamento sobre a superfície e posterior limpeza com panos que não soltem trapos.

Limpeza por Ultra-Som

A agitação ultra­sônica é normalmente combinada com um detergente ou solvente para melhorar a eficiência da limpeza e diminuir o seu tempo de duração. Esta técnica é, particularmente útil na limpeza de peças pequenas.

Remoção de Oxidação e Carepas

Podem ser utilizados removedores ácidos ou alcalinos comercialmente disponíveis ou soluções ácidas de decapagem.
Se um ácido é utilizado para o ataque da superfície, uma solução alcalina deve ser utilizada como agente neutralizante.

Os processos de ataque químico e apassivação utilizam normalmente tanques de imersão ou podem ser aplicados por esfregamento.

Remoção de Tintas

Removedores especiais de pintura podem ser utilizados por imersão ou não. Qualquer processo químico é preferível a um processo mecânico.

Processo de Limpeza de Devem ser Evitados

Jateamento de areia ou granalha, líquidos abrasivos, rodas de esmeril, escova de aço e raspadores de metal.

Estes métodos tendem a fechar (mascarar) as descontinuidades superficiais. Só devem ser utilizadas escovas de aço para remover ferrugem, oxidações em geral e carepas, quando outro meio não for suficientemente eficaz.

Subscribe to our Newsletter

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Qualidade, Ética e Transparência.
Você Pode Confiar.

Ensaios Não Destrutiveis

Empresa

Links Mais Acessados

Rolar para cima